(...) Mas, ali bem perto de Bragança, na aldeia de Alfaião, Adriano Fernandes vive há quase duas décadas “quase como um refugiado”. Referenciado há vários anos como um dos 3092 idosos que vivem sozinhos pelo projeto Censos Senior da GNR, sempre recusou abandonar a Quinta dos Banheiros, onde tem vivido sem água, luz ou quarto de banho. Mas a Junta de Freguesia, no último verão, adquiriu uma casa na aldeia, reconstruiu-a e, agora, entregou-lha. “A nossa prioridade são as pessoas”, frisa António Baptista, o presidente daquela Freguesia.
O projeto custou cerca de 17 mil euros - 14 mil dos quais comparticipados pela autarquia de Bragança que, de acordo com António Baptista "teve, aqui, um papel fundamental" - mas a casa “foi equipada com todas as condições e mobilada”, explica. Adriano lá se deixou convencer, “custou-lhes a virar-me”, garante, com um sorriso. “Gosto da casa. Se não gostasse, não ia”, garante. Mas pretende andar num vaivém entre a aldeia e a antiga morada onde, sem luz, só o rádio a pilhas lhe permitia ouvir o “seu” Benfica. Agora já pode ir até ao café da aldeia e ver os jogos na televisão.

VEJA A GALERIA DE FOTOS